sábado, 16 de agosto de 2014

Reticências IV - Ela...



Saiba ficar calado
Cada vez um pouco mais
Aqui ao meu lado...
Lê os meus lábios
Que te deixo parados
Falando de beijos...

Chega mais perto...
Ouve aqui baixinho:
Os meus olhos não são a porta da minha alma
(Eu não tenho alma)
Eles são as comportas do meu corpo
(Que é só o que eu tenho)
E ele sua, e ele sangra
E ele molha, e ele suja

Vê:
Os meus olhos te dizem
Também um pouco mais
Sobre todo o meu desejo
E eu os fecho pouco a pouco
Pois o querer não dura muito tempo...

Então saiba ficar calado
E mergulha um tanto mais
Aqui no meu lago...
Agora bebe os meus lábios
Porque eu te quero afogado
E sem palavras
Só beijos...

Reticências III



Ouço o que eu estou pensando
que você está pensando de mim...
Mas eu realmente não ouço
o que você pensa aí, a não ser
que você fale, jogue pra cá
o seu pensamento.

Realmente, então, o que eu ouço
é o que eu estou pensando de mim
na sua voz imaginada aqui comigo,
que ecoa em algum lugar
entre as minhas uma boca e duas orelhas.

É...
Não falar contigo me faz falar demais...